Tainise

Semana 8 – Amantes & Amigos

Devocionais Para Casais Viva Cantares

O Melhor dos Cânticos Para o Dia a Dia

Vimos anteriormente que as raposinhas são pequenas coisas que atacam o relacionamento e que se não forem combatidas podem destruí-lo aos poucos. Nessa semana vamos pedir a ajuda de Deus para lutarmos contra a raposinha do abandono emocional e sexual

Todos nós temos sido cercados por histórias de abandono físico: o pai ou a mãe que deixou a família para viver com outra pessoa; o pastor, a amiga ou vizinho que deixaram o cônjuge para recomeçar com o/a amante. Tudo isso gera insegurança: medo de ser abandonado/a. Porém, o nosso desafio individual é cuidar para que não venhamos a abandonar a quem amamos e juramos ser fiéis. O abandono físico é apenas um reflexo de pequenos abandonos cometidos por ambos cônjuges e que corroem a paixão e o compromisso do casal aos poucos. 

O abandono sexual e emocional andam de mãos dadas, um alimenta o outro. Quanto menos sexo um casal faz, menos conexão emocional eles têm; quanto menos intimidade emocional, menos sexo eles tendem a fazer. 

Não caia na armadilha de supor o que cada um precisa baseados no que o senso comum diz sobre as necessidades dos homens e das mulheres. Do que a sua mulher precisa para se sentir amada? Do que o seu marido precisa para se sentir respeitado?

Sugestão de Oração: Querido Deus, obrigada pelo presente do sexo e da amizade. Que o teu amor, ao invés do medo, permeie os meus pensamentos e escolhas diárias (1 João 4: 18). Obrigada porque não estamos sozinhos, mas temos um ao outro. Abra os meus olhos para as coisas que são importantes para o meu cônjuge e que eu tenho ignorado, sem piedade. Me livra da apatia. Ensina-me a ouvir com atenção as queixas dele/a, a comunicar as minhas necessidades emocionais e sexuais sem oprimi-lo/a, e a respeitá-lo/a. Dai-me forças para lidar com os conflitos ao invés de fugir deles e/ou negá-los. 

Em nome de Jesus, Amém!

Desafio do Casal: Faça uma lista do que é mais importante para você e que sente estar sendo ignorado/a (questões emocionais e sexuais). Mostrem a lista um ao outro, respeitem as diferenças e conciliem as vontades quando elas forem conflitantes. Troquem as listas. Mesmo que leve mais de uma semana para suprir as necessidades do seu cônjuge, leve as questões do outro a sério. Orem juntos (e separados) a respeito dessas coisas e perseverem em alcançá-las e/ou aperfeiçoá-las. Meditem em 1 Coríntios 13. 

Se a amizade entre vocês estiver fraca, priorize-a. Se a relação sexual estiver ficando de lado, foque nisso. As duas áreas são de extrema importância para um casamento saudável.

Dicas Extras: Façam alguma atividade juntos (esportes, projetos e etc). Aprenda a se interessar pelo o que o outro se interessa. Tenham sonhos em comum (não precisa ser todos!). Separem momentos para conversar sobre ideias e sentimentos profundos. Joguem conversa fora. Não leve tudo a sério. Não leve tudo na brincadeira. Às vezes precisamos nos envolver sexualmente não por que estamos com vontade, mas por decisão, e a química vai acontecendo. Ocorre o mesmo com a amizade: não espere ter vontade para fazer coisas juntos, mas escolha ser um amigo/a cada vez melhor. Façam porque precisam fazer. Os sentimentos mudam depois.

Leia os textos:

O Deus que Vê http://tainise.com.br/2018/07/18/o-deus-que-ve/

A Importância da Fraternidade http://tainise.com.br/2018/08/01/a-importancia-da-fraternidade-parte-1/

Siga meu novo perfil sobre sexo no casamento https://www.instagram.com/blogtainise/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: