Tainise

Semana 13 – Desencontros

Devocionais Para Casais Viva Cantares

O Melhor dos Cânticos Para o Dia a Dia

Eu abri, mas o meu amado se fora; o meu amado já havia partido. Eu quase desmaiei de tristeza! Procurei-o, mas não o encontrei. Eu o chamei, mas ele não respondeu. Cânticos 5:6 NVI

Para o benefício de todos, o livro de Cantares não esconde os desencontros tão comuns no relacionamento sexual e que fazem parte do dia a dia dos casais. O sexo acontece junto com a vida real, e muitas vezes os casais acabam se desconectando emocionalmente e fisicamente. Apesar de ser comum, se a questão não for abordada dentro do relacionamento e levada a sério, eventualmente levará à desintegração da relação.

A partir do versículo 5:2, Salomão busca a sua amada de forma determinada, mas não a encontra tão disposta a recebê-lo, de início. Diante do convite sexual caloroso dele, pelo menos num primeiro momento, ela oferece desculpas ao invés de paixão avassaladora (5:3). Talvez ela tenha sido pega de surpresa, ou estava com preguiça, quem sabe magoada, ou só morta de cansada. Apesar desse início desconcertante, a atitude insistente dele acabou por excitá-la e ela mudou de postura (5:4,5). Mas, para a surpresa dela, quando finalmente estava pronta para o ato sexual, ele não estava mais lá! (5:6). Eu quase desmaiei de tristeza! é pura frustração sexual…

Como vemos nesse texto, não é somente os homens que lidam com frustrações sexuais. Não importa quem está com mais ou menos desejo dentro da relação: ninguém consegue se satisfazer toda vez que fica excitado, e ninguém é capaz de satisfazer o outro todas as vezes em que é procurado. Às vezes fazemos sexo sem estar com vontade, mas decidimos nos engajar, e isso comunica amor e cuidado; outras vezes, não exigimos sexo mesmo estando cheios de vontade, e isso expressa amor e cuidado também.

Sugestão de Oração: Pai querido, nem acredito que não acontece só com a gente! Ajuda-me a lidar com as frustrações sexuais dentro do nosso casamento. Ensina-me a satisfazer o outro, a comunicar minhas necessidades, a ser sincero sobre minhas motivações ao procurar/rejeitar as iniciativas do outro, e a buscar sua vontade nas Escrituras. Conto com sua ajuda para nos guiar, exortar, ensinar e restaurar.

Desafio do Casal:  Conversem sobre a diferença no desejo sexual entre vocês, aceitando e acolhendo um ao outro. Não leve para o lado pessoal se você tem tido suas iniciativas sexuais rejeitadas. É bem capaz que o cônjuge com a libido mais baixa esteja sofrendo mais do que você por não conseguir suprir suas necessidades. Não se ofenda caso seja procurado mais do que gostaria. Não há nada de errado em um dos cônjuges ter mais ou menos libido que o outro. Para alguns casais, um dos dois sempre teve a libido mais alta; às vezes a diferença no desejo se dá por conta de uma fase da vida e não é uma constante. Chequem com profissionais se um de vocês, ou os dois, têm disfunções sexuais. Chequem se os desencontros de vocês se devem a uma agenda mal planejada ou excesso de atividades. Se for preciso, marquem na agenda, com antecedência, o dia em que farão amor, se preparem para o mesmo, e estejam sensíveis sobre o melhor horário do dia para que o outro se engaje. Se o seu desejo diminuiu por causa de problemas acumulados no relacionamento, tome a iniciativa de resolvê-los

Dicas Extras: Seja honesto consigo mesmo e com o cônjuge caso a frustração sexual esteja te fazendo sofrer há muito tempo. Se vocês não conseguem resolver o problema sozinhos, busquem ajuda imediatamente e só parem quando o problema for solucionado. Não há nada de errado em procurar um terapeuta sexual e/ou psicólogo. Ao mesmo tempo, não abra mão de buscar ajuda dentro da sua rede de apoio na comunidade da fé, isto é, de pastores, conselheiros e discipuladores. 

Siga meu novo perfil sobre sexo no casamento https://www.instagram.com/blogtainise/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: