Tainise

Clame, não reclame

Êxodo 15: 22-27
Este foi o primeiro episódio após o povo recém-liberto da escravidão ver as águas do Mar Vermelho afogar o exército de Faraó. Não consigo imaginar a emoção, a euforia, a adrenalina que todos sentiram naquela experiência (alívio por sair do Egito – expectativa sobre a nova vida – surpresa e pavor pela perseguição – euforia pela salvação). Mesmo assim, após cantarem ao Senhor com toda alegria (Êxodo 15:1-21), o povo questiona: “Que beberemos?”. E qual foi a resposta de Moisés? Peraí que eu vou dar um jeito? Calma, gente, Deus acabou de afogar um exército na nossa frente? Tudo bem se a gente morrer, o importante é que obedecemos? Cala boca seus reclamões, não aguento mais vocês? Não. Moisés clamou ao Senhor. Opa, tão simples assim? Ué, cadê aquele Moisés desesperado e perdido quando Deus o chamou pela primeira vez para ser o líder libertador de seu povo? Móises estava CONHECENDO a Deus. Pelo menos o suficiente pra saber que, quando se é questionado por coisas que não se sabe a resposta, a única resposta que se pode dar não são palavras, desculpas e enrolação, mas uma atitude: CLAMAR AO SENHOR. E Deus respondeu. Deu água e instruções. De lambuja os levou a um oásis no deserto com 70 palmeiras e 12 fontes de água. E se Moisés não tivesse clamado ao Senhor, qual seria o final desse episódio? Nem quero imaginar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: