Tainise

Desejo flutuante

Algumas mulheres acham seus maridos desejáveis no início, mas depois perdem o interesse. Elas não sabem ao certo o motivo. Às vezes culpam a si mesmas pela falta de atração sexual. Às vezes culpam o marido. Há quem não culpe a ninguém.
Outras mulheres se casam por causa do romance e da amizade, apesar de não se sentirem sexualmente atraídas pelo cônjuge. Elas já começaram a vida sexual sem desejo e torcem para que isso não se torne um grande problema.
Apesar do desejo feminino ser influenciado por muitos fatores (biológicos, emocionais, sociais e espirituais), eu digo que podemos aprender e reaprender a desejar a pessoa com quem nos casamos.
Renove a sua mente nas verdades bíblicas. Renove a sua mente no corpo do seu esposo. Lembre-se das coisas boas na história de vocês dois juntos. Foque nas qualidades dele, tanto as físicas quanto as da personalidade. Dificilmente você se sentirá atraída se ficar lembrando das coisas que ele faz e você não gosta.
Nós podemos aprender a desejar o corpo do nosso cônjuge.
Não se sinta perdida com seu “desejo flutuante”; sinta-se desafiada!
Mas se você sofreu abuso físico e/ou emocional em algum momento da sua vida, busque a ajuda de uma profissional e apoio espiritual na sua comunidade da fé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: