Tainise

Talvez, quem sabe, um ou mais orgasmos…

Acorde, vento norte! Venha, vento sul! Soprem em meu jardim, para que a sua fragrância se espalhe ao seu redor. Que o meu amado entre em seu jardim e saboreie os seus deliciosos frutos. Cânticos 4:16

O conhecimento do próprio corpo, entre outras coisas, guia as mulheres aos orgasmos, esse maravilhoso presente de Deus dado a nós! Eles são instantes de prazer intenso acompanhado de alívio, mas não é o único prazer durante a relação sexual com o seu marido.

A falta de orgasmos pode ser fruto de limitações físicas e requer a intervenção da sua ginecologista. No caso de um luto ou problemas emocionais, permita-se um tempo para a alma se fortalecer. Se o problema é psicológico tem como tratar. Muitos fatores influenciam o orgasmo feminino, mas hoje eu gostaria de ressaltar a importância do autoconhecimento.

Você conhece o seu corpo?

O nosso corpo está cheio de terminações nervosas. Basicamente, você tem seu corpo inteirinho para explorar. E o corpo dele, com direito às orelhas. Com as suas mãos e dedos, com as mãos e dedos dele. Com as suas unhas e línguas, com seus corpos entrelaçados, com o sopro dele. Sim! Deixe ele soprar a sua pele, de cima a baixo, por todos os lados. “Mas se eu rir?” Então, ria! Gargalhe e se divirta! Por que beijar apenas o pescoço, os seios e as coxas? Convide-o a te beijar inteiramente. Não se imagina dando uma mordidinha e sendo mordida? Como saber se um de vocês gosta se nunca tentaram? E, às vezes, precisa tentar mais de uma vez pra se sentir confortável com algo novo.

Não deixe os dedos dos pés de fora. Não diga simplesmente que você tem nojo. Talvez funcione melhor depois de um banho caprichado. Sugira a ele que chupe os dedos dos pés e das mãos. Talvez você comece a rir com cócegas, ou se sinta uma idiota. Mas e se você gostar? Não tem nada a perder, só a ganhar. E se ele gostar ainda mais? Solte a imaginação! Com música, com água, com gelo, com luz, na escuridão ou na penumbra. Com perfume ou com óleo. Experimente, várias vezes e de várias formas. Seu corpo inteiro está disponível, você se desvenda e é desvendada.

Deixa ele chupar os seus joelhos, lamber seu umbigo e ouvir seu gemido, mas só se for verdadeiro! Não vale fingir prazer, não vale a pena não ser você mesma. O que vale a pena é se conhecer e se permitir ser conhecida. “Se a gente fizer metade disso ele vai ejacular!”. Calma, não precisa experimentar tudo de uma vez só. Enquanto você conhece o seu corpo e o dele, ele aprende técnicas para ejacular mais tarde.

Espontânea ou Planejadora?

Converse antes com seu marido sobre as possibilidades. “Mas e a surpresa?”. Se estão no início do casamento, melhor não arriscar. Vocês podem ficar desconfortáveis e se magoarem desnecessariamente. O problema de quando um dos dois tenta algo novo e o outro não gosta é que a experiência pode fechar as portas da intimidade e da inovação. O medo e a vergonha por tentativas desconcertantes podem travar o casal. Quanto mais íntimo o casal se torna ao longo dos anos, fica mais fácil prever e arriscar nas surpresas. Bem, isso não parece muito sexy, mas vocês podem ser intencionais ao invés de serem espontâneos! Só não vale ficar na monotonia.

Orgasmo, orgasmo meu!

 Orgasmo é entrega mútua. E quanto mais pressão para se chegar lá, mais difícil fica. Foquem mais no processo ao invés de focar no orgasmo, e será mais fácil tê-los!

O orgasmo é muito pessoal. A frustração muitas vezes vem pela comparação com orgasmos descritos por revistas e filmes que estão aí para vender. O orgasmo pode ser gostoso e simples. Só isso mesmo. É bom e pronto. Algumas mulheres tem múltiplos orgasmos, outras não tem, fazer o quê? O que estraga mesmo é a ansiedade e comparação, pois o orgasmo não é um fim em si mesmo, nem um carimbo de sucesso na cama. Orgasmo é entrega mútua. E quanto mais pressão para se chegar lá, mais difícil fica. Foquem mais no processo ao invés de focar no orgasmo, e será mais fácil tê-los! À medida que conhece seu corpo e a intimidade de vocês aumenta, você ainda pode aprender a ter orgasmos em qualquer parte do corpo, antes mesmo de se manipular o clitóris e da penetração do pênis.

Não são todas as mulheres que conseguem ter orgasmos durante a penetração do pênis, mas todas as mulheres deveriam ter orgasmos com a manipulação do clitóris. Essa ânsia pelo orgasmo simultâneo rouba a alegria e o prazer dos casais. Porém, se você está casada há algum tempo e mesmo com o marido te enchendo de carícias e manipulando seu clitóris você não chega lá, provavelmente existe um bloqueio mental, que pode ser causado por criação repressora, traumas sexuais ou só falta de conhecimento do próprio corpo mesmo. Não perca tempo e procure um profissional para que você não passe a vida toda ou boa parte dela sem ter orgasmos.

Tá com dificuldade de conversar com o marido? Pega esse artigo e lê junto com ele!

Leia outros artigos da categoria SEXO NO CASAMENTO:

Tateando Desejos http://tainise.com.br/2019/09/20/tateando-desejos/

Mulher sensual, quem a achará? http://tainise.com.br/2018/08/31/mulher-sensual-quem-a-achara/

Não tem tu, vai tu mesmo! http://tainise.com.br/2018/11/16/nao-tem-tu-vai-tu-mesmo/

Sedução Pura http://tainise.com.br/2019/09/11/seducao-pura/

Sentidos Redimidos http://tainise.com.br/2019/09/18/sentidos-redimidos/

Quem tem boca vai a… http://tainise.com.br/2019/12/02/quem-tem-boca-vai-a/

2 thoughts on “Talvez, quem sabe, um ou mais orgasmos…

  1. Parabéns Tainise, está muito bom e esclarecedor. Esse é mesmo um tema que precisa ser pensado, falado sem tabu, sem ” recortes”.
    As mulheres precisam conhecer melhor seus corpos e aprender a manipulá-los, tocá-los. Como é importante o toque!!!
    Gostei muito. Prossiga!!!

  2. Obrigada, Débora! Que bom que gostou. Espero continuar escrevendo com clareza e encorajando a reflexão, o apoio mútuo e a cura da nossa sexualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: